Dia das Mães


Minha mãe,
tu és remédio pra todos os males meus.
És alento no meu tédio,
És obra-prima de Deus!

Tantas mães daqui partiram,
Mas imortais se tornaram.
Nos seus filhos que sorriram
Quando delas se lembraram.

Porque mãe jamais se vai,
A sua presença é constante.
Quando o filho chora ou cai,
Viva ou não, ela garante.


 

É garantia permanente
Nas quedas, nos apogeus.
O filho sempre a pressente,
Seja na Terra ou com Deus.
 

A ti, mãe querida,
Vão estas linhas traçadas.

Tu és o grito da Vida

Nas vidas eternizadas.


Silvia Schmidt
Marcadores: | edit post
0 Responses

Postar um comentário

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina
  • About Me

    Minha foto
    Aparecida Camilo
    Uma mulher que busca todos os dias me tornar uam pessoa melhor.
    Visualizar meu perfil completo

    Followers

    Estatísticas

    Adicionar aos Favoritos BlogBlogs