Como Encarar o Sofrimento


Na época do Buda, uma mulher chamada Kisagotami sofreu a morte do seu filho único. Sem conseguir aceitar o fato, ela corria de um a outro, em busca de um remédio que restaurasse a vida da criança. Dizia-se que o Buda teria esse medicamento.

Kizagotami foi ao Buda, fez-lhe reverência e apresentou seu pedido.

- O Buda pode fazer um remédio que recupere meu filho?
- Sei da existência desse remédio - respondeu o Buda - Mas para fazê-lo, preciso ter certos ingredientes.
- Quais são os ingredientes necessários? - Perguntou a mulher aliviada.
- Traga-me um punhado de sementes de mostardas - disse o Buda. A mulher prometeu obter o ingrediente para ele, mas, quando ela estava saindo, o Buda acrescentou um detalhe - Exijo que a semente de mostarda seja retirada de uma casa na qual não tenha havido morte de criança, cônjuge, genitor ou criado.


A mulher concordou e começou a ir de casa em casa a procura da semente de mostarda. Em cada casa as pessoas concordavam em lhe dae as sememntes; mas, quando ela lhes perguntava se havia ocorrido alguma morte naquela residência, não conseguiu encontrar uma casa que não tivesse sido visitada pela morte. Uma filha nessa aqui, um criado na outra, em outra um marido ou pai haviam morrido. Kisagotami não conseguiu encontar um lar que fosse imune ao sofrimento da morte. Vendo que não estava só na sua dor, a mãe desapegou-se do corpo inerte do filho e voltou ao Buda, que disse com enorme compaixão:
- Você achava que só você tinha perdido um filho. A lei da morte consiste em não haver permanência entre todas as criaturas vivas.

Ninguém vive sem estar exposto ao sofrimento e à perda.
Embora a dor e o sofrimento sejam fenômenos humanos Universais, isso não quer dizer que seja fácil a tarefa de aceitá-los.

*E mesmo diante de tudo isso, nós ainda somos seres egoístas, incapazes de olhar verdadeiramente para aqueles que estão ao nosso lado, sempre agimos com interesse de alguma coisa, muito raramente alguém ajuda com amor, desejando que realmente o seu irmão se livre de suas dores, principalmente as dores da Alma.
* Aparecida Camilo

Extraído do livro A Arte da Felicidade
Um Manual para a Vida.
Sua Santidade, o Dalai Lama, página 149 e 150.
Digitado por mim,
Aparecida Camilo no dia 28 de outubro de 2009.
0 Responses

Postar um comentário

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina
  • About Me

    Minha foto
    Aparecida Camilo
    Uma mulher que busca todos os dias me tornar uam pessoa melhor.
    Visualizar meu perfil completo

    Followers

    Estatísticas

    Adicionar aos Favoritos BlogBlogs